Indo audaciosamente onde nenhuma levedura foi…

Michal Bodzianowski, o mestre-cervejeiro espacial mirim

Não, o garoto não é uma levedura….. Mas, ele do alto dos seus 11 anos teve uma ideia interessante e que será levada para a estação espacial.

Michal Bodzianowski certo dia se pegou pensando no fato que o processo de purificação de água devia ser muito complicado na Idade Média e durante as suas pesquisas percebeu que elas bebiam álcool, não SÓ para encher a cara, ficarem mais simpaticos e tornarem as mulhres mais bonitas, a bebida tinha também a função de mante-las hidratadas sem o risco de ficarem doentes devido a água contaminada (E vc replicando o rato na Coca-Cola).

Tendo esta premissa (alcool para hidratação sem contaminação) o garoto resolveu criar um experimento, que segundo suas palavras:

 “Pode ser útil para uma civilização futura, como um plano de emergência de hidratação e para uso médico”

A ideia é verificar como a fabricação de cerveja é afetada pela microgravidade. Agora o mais interessante é que esta sua ideia ganhou uma competição nacional promovida pelo Centro Nacional para Educação Científica da Terra e Espaço, com propostas de experimentos que podem ser executados na Estação Espacial Internacional junto a outros 11 projetos que serão conduzidos na ISS a partir de dezembro.

O experimento consiste de um squeeze com fechos que controlam a adição de lúpulo, levedura e cevada à água que será enviado para a ISS, onde um astronauta (Você não pensou que seria o garoto, né) irá produzir “cerveja” com base em passos determinados para que, ai sim o garoto, repita os mesmos procedimentos na Terra e torne possível a comparação dos resultados.

Via: Register e DM.

Publicado por Sansquer

blah!!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: