Karavelle Weiss, marujos!

Depois de provar uma Anchor, vamos para as Karavelles! 🙂
Ontem tive minha crise de mimimi, dizendo que nenhuma cervejaria havia nos enviado “presentinhos” para avaliar aqui no blog e hoje recebi o presente da Karavelle e da Agência Cool! Foi tipo natal em Agosto hehehehe

Chegou sem muita pompa, uma caixa com 6 cervejas, uma de cada que terão seu próprio post.

Cervejas de trigo são consideradas “cervejas de entrada” para o universo das “cervejas diferentes”, já que possui aroma e sabor mais agradáveis que algo extremo como uma Double Imperial Pale Ale ou mesmo uma Sour Beer.

Mas eu escolhi a Weiss para o primeiro post por outros motivos, primeiro que fazia muito tempo que não provava uma weiss nacional e por que a minha esposa adora (ah, ela era a namorada que não gostava de cerveja e agora é a esposa que aprecia uma ótima leva – chupa Ingrid! :P)

Como toda weißbier ao abrir a garrafa somos recebidos por aquele aroma de banana e cravo, o aroma de malte apareceu conforme a cerveja esquentava. No paladar, é uma cerveja doce, leve e refrescante, ótima escolha para essa noite de inverno de Ribeirão Preto (está fazendo 30° neste momento)…

Eu já havia provado essa cerveja no começo do ano passado e é perceptível a evolução, merecida medalha de Bronze na South Beer Cup de 2012.

Enfim, é uma cerveja interessante, mas infelizmente tenho encontrado ela um pouco cara nos supermercados por aqui, entre R$ 16,00 e R$19,00, enquanto uma Weihenstephaner (a minha favorita) sai por R$ 20,00. Mas em São Paulo já achei por R$ 11,00 e vale a pena.

 

 

 

Publicado por Fio Cavallari

Analista de segurança, pesquisador de malwares, guitarrista ruim e imitador do Silvio Santos.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: