Será que 2012 é o ano das #FAILs?

Terminamos o ano de 2011 engarrafando a versão Garoa Hacker Clube da Hops 2 Hackers Ale, nossa querida American Pale Ale.
Essa breja tinha tudo para ser uma modesta versão homebrew da Sierra Nevada Pale Ale, mas não foi muito bem o que aconteceu…

Ao abrir a primeira garrafa da cerveja tivemos uma decepção. Talvez tenha sido a harmonização com a comida, mas a cerveja pareceu estragada. Um azedo quase que Canoinhense, puxando um amargor de deixar qualquer Hop Head feliz, mas não estava agradável.

Algumas garrafas doadas depois, recebo feedbacks de que a cerveja está ótima e que eu reclamo demais, que sou cheio de frescuras e que deveria doar todas! Mas eu ainda acho que está ruim, muito inferior às outras que fiz.

O principal problema foi na lupulagem, um pouco descontrolada. Sabe aquele prato que foi pimenta demais? Depois de pronto fica difícil de arrumar. Então, foi mais ou menos isso o que aconteceu.

Semana passada resolvi atender aos milhões de pedidos e fiz mais uma leva da Russian Exploit, a nossa querida Stout Imperial.

Foi a segunda vez que usei o moinho de rolos e ainda não me adaptei à essa ferramenta. Muito mais difícil de configurar que o meu moinho antigo. Pena que só percebi isso quando o malte já estava dentro da panela… Resultado: Gravidade Inicial baixa, isso significa menos açúcares fermentáveis que resulta em menos álcool. Ou seja, nosso exploit não estará tão efetivo (sorte do @clebeer)…

Outra coisa que percebi foi que a cerveja ficou bem menos densa e turva, deixando passar bastante luz. Uma pena, me divirto com o pessoal colocando o copo contra a luz.

Hoje cedo eu medi a Gravidade de uma amostra retirada do fermentador. Já esperava que não seria grandes coisas… Ao invés de 15% ABV teremos 10% e aromas e sabores mais equilibrados que nas versões anteriores, que eram mais extremas.

Consultando o BJCP (pra variar), essa leva até pode ser considerada uma Russian Imperial Stout, mas não é a Russian Exploit.

IBUs: 75
ABV: 10%
Aroma: Café, chocolate e lúpulo
Sabor: Café, chocolate, melaço e álcool
ETB (Estimate Time of Botteling): 20/02/2012 (inaugurando a BeerGun)

Publicado por Fio Cavallari

Analista de segurança, pesquisador de malwares, guitarrista ruim e imitador do Silvio Santos.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: