Flanders Oud Bruin (já que o @fiocavallari é chato)

Falando de verão em São Paulo, muita chuva, final das férias e cerveja refrescante em dias quentes, vamos falar da cerveja que me deu as boas vindas à Chicago há pouco mais de um ano atrás, ou seja, no inverno.

Não, o nome da cerveja não é o do post aí, esse é o tipo da cerveja, um nome meio complicado e talz. Falando rapidamente deste tipo de cerveja, pois quando experimentei a cerveja foi a primeira deste tipo, e desde então tomei a mesma várias vezes:

Oud Bruin pelo visto signifca Old Brown (ou seja, neerlandês está para o inglês como espanhol está para o português: basta falar inglês errado que sai neerlandês; tente falar espanhol -> mais grande, mais pequeno, etc), old brown por causa do tempo de produção deste tipo de cerveja. Dupla fermentação, bactérias de montão e talz. Esse tipo de cerveja também é conhecido por um nome mais bonitinho Flemish Sour (ou então Flanders Brown, Flanders é a região). Sim, sour porque é azedinha.

Ou seja, é o Yakult das cervejas.

A cerveja em questão (má má má quanto suspeeeeeense) é uma das várias desta família, é feita na Bélgica, mas especialmente para um restaurante e empório de cervejas na Philadelphia, e leva o nome do mesmo

Coloquei a foto do rótulo da parte de trás de propósito mesmo. Lembra que no post do beer tasting das cervejas azedas (e esta não estava na lista) eu falei que era importante ler o rótulo? Então esse já diz muita coisa.

A cerveja é a uma mistura de cerveja “velha” com cerveja “nova”. Daí junta isso com o processo de dupla fermentação, etc etc etc, o resultado é uma cerveja muito boa. De novo, tomei isso no inverno e curti bastante. Uma breja dessas e um hamburgão do Villain’s e pronto.

Ela é azeda, pero no mucho. Ela é altamente carbonificada (? é isso mesmo?). Comprei essa garrafa grande, e ao remover o arame da rolha, a mesma saiu voando. Quanto mais gelada, melhor. Como diz o rótulo aí VERY REFRESHING!

Devido a alta carbonatação, faz MUITA espuma. Tem que serví-la com carinho. A cor, muito parecida com uma brown ale (bom, ela é uma brown ale, apenas velha e chata, como eu) tipo assim uma  (o parâmetro de sempre) New Castle.

O aroma é de uma lambik (o que ela não é), lembra do chiclé Azedinho-Doce? então isso.

O sabor, muito bom, aveludado, uma cerveja muito saborosa (não necessariamente doce) e com um final bem seco. Daí vem a “refrescura” dela. Como comentei, isso com um hambúrgão com bacon…

 

Já encontrei a mesma em garrafas pequenas e grandes tanto em bares como lojas de bebidas, então não precisei ir até a Philadelphia para comprá-la. Mas, diz a lenda que lá eles servem a mesma em choppeira, e isso me interessa muito.

Não, não é uma cerveja hoppy, não também não é uma stout. Mas é uma cerveja que não só é gostosa mas tem um valor sentimental, tipo aquele seu primeiro pendrive, afinal, o primeiro pendrive a gente nunca esquece.

Cerveja: Monk’s Café
Cervejaria: Brouwerij Van Steenberge N.V.
Geo: Bélgica
ABV: 5.5%

Publicado por effffn

http://about.me/effffn

Participe da discussão

4 comentários

  1. Posts que provocam sede…LOL

    Profissa o lance aqui hein! Parabens pelo blog!

    Bons goles por ai!

    []s

    Ps.: Descobri o significado de “bruin” aqui qdo fui jogar as garrafas no reciclavel de vidros, tinha ” wit | groen | bruin”

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: