Equipamento montado – Continuando post antigo

Em maio (faz tempo, hein?) eu escrevi um post sobre montar um equipamento ou compra-lo já pronto. Coloquei vários prazos para a fabricação dos equipamentos, montagem de tudo que precisava e criação da primeira leva das brejas.

Não preciso dizer que tudo o que planejei foi por água abaixo! A dificuldade de encontrar algumas peças na internet (maneira mais cômoda), ou mesmo encontrar alguma coisa que se adaptasse ao modelo que tinha criado foram enormes.

Acabei gastando muito mais do que havia planejado, principalmente por comprar equipamentos que não teriam uma utilidade muito boa. Por exemplo: bombonas d’água que serviriam de fermentadores, mas se mostraram praticamente impossíveis de serem 100% limpas. Na ponta do lápis eu gastei R$ 400,00 a mais que se eu tivesse comprado um kit semelhante na loja da A Turma.

Depois do curso que tive com o Botto eu me arrependi de algumas escolhas que fiz no kit e já era tarde para mudar e tive que me adaptar ao equipamento. A minha segunda leva foi muito melhor que a primeira, a eficiência foi maior e tivemos menos perdas, adaptação…

A experiência de montar seu kit, ficar pensando em como tal configuração ajudaria ou atrapalharia no proceso entre outras coisas é fantástica. Mas não é nada simples e pode te deixar desanimado para fazer a primeira leva.

Pense bem, veja a grana e o tempo que você tem a investir. As duas opções são muito válidas e te trarão ótimos resultados se estiver bem preparado para usar seu equipamento.

Boas cervejas!

Publicado por Fio Cavallari

Analista de segurança, pesquisador de malwares, guitarrista ruim e imitador do Silvio Santos.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: