b33r 4 n00bs – Ingredientes: O malte

A primeira cerveja feita no universo conhecido não seguia os padrões da Reinheitsgebot (não é uma versão nova da Zeus, mas bem que poderia, né? acho que vou fazer uma botnet chamada Reinheitsgebot…), segundo os historiadores, foi criada totalmente na cagada (tipo aquele SQLi que salvou seu pentest) na fermentação de cereais que estavam guardados ao relento. Isso aconteceu quase 10.000 anos antes de Jesus transformar água em vinho (dizem que era cerveja, mas teremos que perguntar pra Hebe pra tirar a dúvida) e comer aquele sanduba de peixe.

Do primeiro balde de cerveja até a Dogfish World Wide Stout (e a sua quantidade absurda de malte) muita coisa mudou no processo de fabricação da cerveja, mas outras continuaram as mesmas. Ainda precisamos de água e…

MALTE!

“Mas Fio, o ingrediente não é cevada?”  Sim, cevada é um dos cereais maltados mais utilizados na produção das brejas, ampolas de diuretics ou suco de cevadis. É utilizado principalmente pela capacidade que a cevada maltada (ou malte de cevada) tem em produzir açúcares que podem ser transformados em álcool.

Mas também existem outras opções como trigo e centeio, que além da cevada também podem passar pelo mesmo processo e serem transformados em malte.

Lembra quando você era criança, pegava um algodão molhado colocava um grão de feijão nele e durante algum tempo via as mudanças acontecerem até aparecer uma pequena planta? Então, isso chama-se germinação… Mas vou deixar o Beakman explicar.

Bom, para transformar a semente (o grão) em malte o processo de germinação é interrompido no momento em que as enzimas conseguem transformar o amido contido nas sementes em açúcares (glucose, frutose, maltose…), que serão utilizados pela planta como alimento nesta primeira etapa da vida.

São esses os açúcares que serão consumidos pela levedura e transformados em álcool e gás carbônico.

São vários tipos de malte que podem ser usados para fazer os diversos tipos de cerveja, a sua combinação e processo de extração dos açúcares é que define essas cervejas de verdade que nós gostamos tanto!

Publicado por Fio Cavallari

Analista de segurança, pesquisador de malwares, guitarrista ruim e imitador do Silvio Santos.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: