É isso aí! SMEIRLAP! é uma expressão muito, mas muito feia em Holandês.

No rótulo da cerveja abaixo, é o que o cara está falando para o outro porque a mesma é inspirada em um romance de 1800 e afonsinho. O porque ele está insultando o outro, eu realmente não sei. O que eu imagino é que o cara de chapéu, caído no chão é o FDP que fez essa cerveja, e o outro que vai jogar o barril desta mesma cerveja na cabeça do Smeerlap, sou eu.

 

o que? mais uma da série: Cervejas ruins e histórias para boi dormir? Mais ou menos por aí.

A cerveja é ruim? realmente acho que não. A cerveja estava estragada? Eu tenho lá minhas dúvidas, mas depois de ver alguns reviews na internet, eu acho que não, eu acho que é apenas o jeito dela mesmo.

Um dos motivos que me deixou um pouco revoltado foi o “EXTRA HOPPY ALE”. Eu estava esperando algo mega hoppy e estou achando que a mesma estava oxidada como a Pale Ale da Way Beer que o Sr. @fiocavallari me fez tomar :-) Mas, como falei, depois de olhar na internet os porquês de tudo que dá errado na vida e com as cervejas que eu escolho, estou achando que eu simplesmente não gosto deste tipo de cerveja (Belga IPA?) ou que tem gente que tem definição boa para cerveja ruim e oxidada.

Taras Boulba (pelo visto se fala Tarás Boulba, e não táras bôba). Uma cerveja com um rótulo e nome diferentes. Pelo visto, importada “artezanalmente” nos Estados Unidos, mas a encontrei em uma loja grande de bebidas, a Binny’s. Só acho que a mesma não estava com a qualidade que deveria porque no próprio rótulo (na parte que não dá para ver acima) falava “se achar que a cerveja está oxidada ou com gosto ruim, entre no nosso site”. Ao mesmo tempo que me achei um mané por ter comprado uma cerveja que já avisa que pode ser (ou estar) tosca, não me senti ao ponto de joselitar e seu aquele cara que manda o email para falar que a cerveja estava ruim.

Mas, vamos lá. O que é a tal da cerveja ruim?

Uma cor bonita, um “laranja” bem forte, cerveja turva, carbonatação decente (por isso não acho que estava totalmente estragada). O aroma estava mais para esterco com capim (no bom sentido) que para floral. Ou seja, nada do que estou acostumado e esperando de algo chamado Extra Hoppy.

O sabor? Então, nada hoppy… e eu nada happy. É uma cerveja fraca, 4.5%, de repente este é outro problema, já que eu curto mais as cervejas mais fortes e encorpadas.

Será que é a carbonatação?

Será que nada vai acontecer…

Será o lúpulo na sua podridão….

Seraaaaaá que esse negócio aí na espuma é mesmo oxidaçãaaaaao…

ohhhhhhh ohhhhhhhhhhh

 

 

 

Bom, fica aí para você decidir.

Cerveja: Taras Boulba
Cervejaria: Brasserie De La Senne
Geo: Bélgica
ABV: 4.5%

 

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s